17 de jul de 2012

Casamento na Grécia


O casamento em terras gregas começava com uma reunião (noivado?), na qual o tutor - o pai da menina - negociava com o futuro noivo questões financeiras e sociais. É claro que esta negociação poderia durar muito tempo. Não há relatos da presença de sacerdotes nessas festas. Na véspera da cerimônia as famílias envolvidas realizavam sacrifícios a deuses como Hera e Zeus (deuses do casamento), a Ártemis (deusa da virgindade) e a Ilítia (protetora dos partos). Era comum a noiva, que tinha entre 14 e 18 anos oferecer sues brinquedos, marcando o fim de sua infância e, junto ao noivo, se banhava num ritual de purificação. Não posso esquecer de informar que o noivo estava com idade próxima aos 30 anos. Acontecia também casamento entre primos,tios e sobrinhos e até meio-irmãos (desde que não tivessem o mesmo pai). A poligamia não era bem vista, era considerada até mesmo bárbara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário