28 de mai de 2012

Nossos Salmos, nossa alma

Admito que posso até estar ficando chato ao repetir que gosto muito de compartilhar dos estudos bíblicos em nossa classe de EBD, mas vou falar de novo.
É muito, muito bom estar junto com gente, como você, falando de vida
em torno dos princípios bíblicos.
Especialmente, esse exercício-desafio de cada um de nós escrever um salmo está sendo maravilhoso.
Louvo a Deus pela oportunidade de viver e conviver com vocês. 
Se eu pudesse arrancaria do coração de cada um de vocês um salmo desses. 
Tenho alguns parceiros de estudo (alunos) que quase ofuscam minha visão com o brilho de seu olhar, um movimento de sobrancelha ou o descruzar dos braços. O corpo, em alguns casos, grita! 
Imagino e respeito que, para alguns de vocês, deve ser muito difícil encarar esse desafio de se expor.
Ainda assim, mesmo que não seja mostrado, postado, divulgado, quero continuar estimulando você a escrever. Escreva, coloque a data, esconda numa gaveta, numa caixa, debaixo do colchão, mas faça isto. 
Tenho certeza que você não vai se arrepender.
Aos corajosos quero agradecer porque sei que o que leio é mais do que uma combinação de palavras,
mais que uma demonstração de habilidade literária, muito mais do que isso.
Para mim só o fato de você parar para pensar no que escrever,
só o ato de sentar e tentar registrar, através de palavras,
o relacionamento que você desenvolve com  Deus já é motivo de Louvor.
Seu eu posso perceber isso, quanto mais o "Senhor que vê o coração'.


Nenhum comentário:

Postar um comentário