3 de mai de 2012

Salmo 27 - comentário 2

MEDO BOM  - alerta, vigilância, prudência
MEDO RUIM - aprisiona, limita, paralisa

É preciso muita sensibilidade e consciência para distinguirmos esses dois tipos de medo.
O medo bom nos deixa alertas, sagazes, vigilantes. O medo ruim reduz a perspectiva, nos aprisiona, nos rouba a vida. Fala sério! Quem não tem medo? Todos têm medo. O medo é uma emoção natural do ser humano. Não dá pra imaginar nossa vida sem que em algum momento não tenhamos nos deparado com ele. Esse papo de um 'homem sem medo' só funciona na ilusão dos quadrinhos. O demolidor é o homem sem medo. Homem sem medo ou homem que enfrenta os seus medos? Homem sem medo ou homem que não esconde e consegue conviver com os medos? O medo não tratado vira fobia, vira doença.


Amor é o antídoto para o medo.
A fé é confiança no caráter de Deus. Deus é amor.
"No amor há medo; o amor que é totalmente verdadeiro afasta o medo. Portanto, aquele que sente medo não tem no seu coração o amor totalmente verdadeiro, porque o medo mostra que existe castigo" 1 Jo 4.18

"Coragem é a resistência ao medo, 
o domínio do medo e 
não a ausência do medo





Nenhum comentário:

Postar um comentário